quem somos

Praga Conexões concebe e implementa projetos nas áreas de audiovisual e educação. Criada em 2009 por Maria Pereira e um grupo de 20 jovens universitários, todos ex-integrantes da Brazucah Produções, a empresa tem como missão qualificar e diversificar os olhares sobre a arte e as culturas. A atuação em parceria com universidades, produtoras, escolas e órgãos públicos caracteriza sua prática, marcada pela articulação de redes. Realiza, desde sua fundação, a Oficina VídeoInteratividade, curso de produção audiovisual, implementado em mais de 200 escolas públicas do estado do Rio de Janeiro, cujos vídeos passaram por Festivais como Mostra de Curtas-metragem de São Paulo e Festival do Rio; e o Jovens Turistas, programa de turismo pedagógico e cultural, que já atendeu a 1500 alunos e educadores da rede estadual fluminense. Em seu histórico, destacam-se também iniciativas como: Coletivo Praga (2009), rede de promoção do cinema brasileiro, articulada com 25 universidades do Rio de Janeiro; Mosaicos, pensando a cultura digital (2011) e Mostra Nollywoodo caso do cinema nigeriano(2012), que trouxe, pela primeira vez ao Brasil, um conjunto de filmes e profissionais nigerianos, contando com patrocínio da Caixa Econômica Federal. Atualmente (2014) realiza o projeto Turista Aprendiz, iniciativa que integra o Programa Favela Criativa, oferendo oficinas de criação literária e viagens etnográficas a jovens cariocas; os curtas-metragem Irã entre sons e movimentos e Visuais de Teerãpara o Canal Futura; a série de vídeos institucionais para o Prêmio de Projetos com Participação Infantil (CECIP); e o projeto de aulas-espetáculo Poesia em Cena, junto ao SESC-Rio. Com a entrada de Julia Bernstein em 2014, a empresa fortalece seu braço audiovisual. Julia é editora e professora de cinema. Atua na área desde 2007. Montou longas, médias e curtas metragens, especializando-se no documentário. Desenvolveu trabalhos para diversos canais de TV (Globo, Futura, Canal Brasil e GNT) e realizou como diretora dois curtas metragens premiados em festivais. Desde 2010, concebe e ministra oficinas de audiovisual para diversos povos indígenas junto à UFMG, Vídeo nas Aldeias, MinC e IPHAN.

Equipe

MARIA PEREIRA

DIRETORA

Cientista social, é gestora de projetos de cultura e educação e sócia-fundadora da Praga Conexões. Mestre em bens culturais e projetos sociais pela FGV, estudou cinema e antropologia na Universidad de Sevilla e cursou Film&TV Business na FGV e Roteiro na Escola de Cinema Darcy Ribeiro. Concebeu e coordenou projetos de educação audiovisual, mostras de cinema, turismo pedagógico, circuitos alternativos de difusão, mobilização de redes e literatura. Foi diretora da Brazucah Produções no Rio de Janeiro entre 2006 e 2009. Atua na área cultural desde 1999 em distribuidoras e produtoras de médio porte como Video Filmes, Grupo Estação e Copacabana Filmes. Desenvolveu períodos de sua formação em instituições de ensino da Dinamarca, Londres e Espanha, tendo contato com diferentes regiões do mundo (entre Marrocos, Índia, Lapônia, Irã, Himalaya, Xingu, Europa e América Latina). 

JULIA BERNSTEIN

DIRETORA

Graduada em Ciências Sociais pela UFRJ e formada em Montagem e Edição de Imagem e Som pela Escola de Cinema Darcy Ribeiro. Em 2012 fez uma formação de roteiro na Escuela Internacional de Cine y Tv (EICTV) em Cuba. Sócia da Praga Conexões desde 2014, é editora e professora de audiovisual. Trabalha com cinema desde 2007. Montou longas, médias e curtas metragens, especializando-se no documentário. Desenvolveu trabalhos para diversos canais de TV (tais como Futura, Canal Brasil e GNT), além de institucionais para a empresas de diferentes portes. Realizou como diretora dois curtas metragens, o segundo “Coturnos e bicicletas” foi premiado no RECINE 2011. É parceira do Coletivo Opavivará, tem registrado em vídeo suas últimas performances. Desde 2010, participa de iniciativas de ensino audiovisual para povos indígenas. Foi sócia fundadora da produtora Maraberto Filmes.

SIMONE VIEIRA

PRODUTORA EXECUTIVA e ADMINISTRATIVO

Bacharel em administração pela Faculdade Estácio de Sá de Belo Horizonte / MG, com cursos profissionalizantes em Plano de negócio de empreendimentos criativos, gestão cultural e de empreendimentos criativos, pelo Ministério da Cultura. Atua na área administrativa há mais de 15 anos. Nascida em Minas Gerais, mora no Rio de Janeiro desde 2008, onde ingressou no universo da produção cultural, como produtora executiva.

COLABORADORES

Alice Souto

Formada em Psicologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro UFRJ. Pertence ao programa de Pós-Graduação em psicologia pela Universidade Federal Fluminense – UFF como doutoranda na linha de pesquisa ”Subjetividade, Política e Exclusão Social”, com um projeto sobre processos de criação literária. Dedica-se também à poesia e à produção cultural. Integra o coletivo de poesia e performance Balalaica que produz o sarau Sarará e a Oficina de Jogos poéticos no Ponto de Leitura Conto a Conto.

Flavio Correa 

Licenciado em Letras com habilitação em português e literaturas (UERJ / UVA – 2005), é professor de língua portuguesa, literatura brasileira, língua francesa e produção textual em espaços culturais, colégios, cursos e ONG’s. Atua no movimento social, desenvolvendo, coordenando e realizando oficinas de produção literária e escrita criativa, e possui experiência no mercado editorial, já tendo publicado na área de poesia e prosa.

Glenda Albuquerque

Possui Graduação em Pedagogia pelo Centro Integrado de Ensino Superior do Amazonas (1999) e pós-graduação em Marketing no Mundo Globalizado pela UCAM (2002). Ministrou aulas de inglês e espanhol na Paróquia de Nossa Senhora de Fátima – Rio de Janeiro / RJ, oficinas de fantoches, contos e lendas na Paróquia Santa Mônica em Manaus – AM. Atua desde 2011 como guia de turismo.

Guilherme Gonçalves

Formado em História pela UNIRIO. Mestre em Ciências Sociais pela PUC-Rio. Atualmente pertence ao programa de doutorado em Ciências Sociais da PUC, como pesquisador da sociologia da arte. É professor de história no Ensino Médio. Dedica-se à poesia e à música popular. Recebeu alguns prêmios literários, como o 2º lugar no IV Prêmio Paulo Brito de prosa e poesia. Teve alguns de seus textos publicados no blog do jornal Plástico Bolha e na Revista Cult. Participa da Oficina Experimental de Poesia, semanalmente realizada no Rio de Janeiro.

Isabel Ostrower

Antropóloga, professora e pesquisadora, bacharel e licenciada em Ciências Sociais pela Universidade Federal Fluminense, mestre e doutora em Antropologia Social pelo Museu Nacional da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Tem experiência na área de Antropologia Urbana, atuando em pesquisas qualitativas nos seguintes temas: movimentos sociais, mercado informal, relações de trabalho, legalidades, moralidades e construção de cidadania. Trabalha como consultora para ONG’s, instituições públicas e privadas, realizando pesquisas nas áreas de educação e cultura, além de estudos de impacto e diagnósticos socioeconômicos em comunidades urbanas e tradicionais como ribeirinhos e quilombolas. Ao longo de sua trajetória lecionou nas Universidades Estácio de Sá, PUC-Rio e UERJ, e atualmente atua como professora de Sociologia na rede pública estadual do Rio de Janeiro e no Instituto Federal do Rio de Janeiro.

José Renato Vianna

Professor de biologia da Rede Estadual, guia de turismo e estudante de engenharia pelo Cefet-RJ. Tem interesse e afinidades com a temática do turismo histórico cultural e ecológico.

Léo Bittencourt

Trabalha como diretor, assistente de direção, pesquisador, diretor de fotografia e câmera. Como diretor e fotógrafo realizou os documentários: SATÉLITES (61min – 2013) e DIA DOS PAIS (73min – 2008). Ganhou o prêmio de melhor fotografia no festival de Brasília (2013) pelo filme MORRO DOS PRAZERES. Como diretor assistente fez o longa-metragem de ficção HISTÓRIAS QUE SÓ EXISTEM QUANDO LEMBRADAS (2011) de Julia Murat. Como assistente de direção, câmera e pesquisa fez o documentário de longa-metragem: UMA LONGA VIAGEM (2010) de Lúcia Murat. Também fotografou os curtas-metragens de ficção: GISELA (2011) de Felipe Sholl; PenduLar (2009) de Julia Murat e RETICÊNCIAS (2007) de Juliano Gomes.

Rafael Bacelar

Atua como diretor, cinegrafista e roteirista. Dirigiu documentários (curtas e médias-metragens), reportagens, making of de longas-metragens e gravações de shows musicais. Destacam-se, dentre seus trabalhos, o curta-metragem O Vermelho de Selarón (2010), Prêmio de 2º. lugar – Concurso Curta Criativo FIRJAN 2010, selecionado em festivais no Brasil, na Argentina, Suíça e Chile; Barcaças do Tempo, documentário selecionado na competitiva internacional do 30th Tehran International Short Film Festival, Irã, 2013 e no 7th Annual Kuala Lumpur Eco Film Festival, Malásia, 2014; e o documentário Outros Carnavais e Infantes da Piedade (documentário em vídeo, 2008, 52 min.), prêmios de Melhor Filme, Melhor Roteiro, Melhor Montagem e Melhor Trilha Musical no 4°. Festival de Cinema e Vídeo dos Sertões. Teve trabalhos exibidos no Canal Futura, TV Brasil, Canal Curta! e Multirio.

Rafael Zacca

Poeta, crítico literário, formado historiador pela Universidade Federal Fluminense, fez o seu mestrado em Filosofia, na mesma Universidade, na linha de pesquisa de Estética e Filosofia da Arte. É professor de História na rede pública do Estado. Membro do Núcleo de Estudos da Cultura no Capitalismo Tardio, é também integrante do corpo editorial da Revista Chão. Participa da Oficina Experimental de Poesia, onde semanalmente se encontra com outros poetas para discutir os caminhos da poesia contemporânea.

Ricardo Molnar

Cientista social formado pela Universidade Federal Fluminense (UFF), atua desde 2007 com o segmento jovem. Entre 2007 e 2011 coordenou na Associação Brasileira Interdisciplinar de AIDS (ABIA) os projetos “Meninos do Rio” e “Positivo Social Club”, direcionados a gays jovens e soropositivos. Atua junto ao Instituto Noos, desde 2012, no projeto “123 Alô! – A voz da criança e do adolescente” exercendo as funções de Assistente de Coordenação e de Conselheiro Atendente. Atualmente é também responsável pela comunicação e relacionamento em mídias sociais da Praga Conexões e de seus respectivos projetos.

Roberto Taddei

Escritor e jornalista, mestre em Escrita Criativa pela Columbia University, onde cursou o programa Writer as a Teacher com o escritor Alan Ziegler. Ministrou cursos de criação literária em Nova York (Columbia University) e São Paulo (Academia Internacional de Cinema, SESC e B_arco). É coordenador do curso de pós-graduação em Formação de Escritores do Instituto Vera Cruz. Escreve resenhas críticas para a Folha de S. Paulo. Foi editor-chefe do Estadão.com.br. Autor dos romances “Existe e está aqui e então acaba” (Dobra, 2014) e “Terminália” (Prumo, 2013).

Valeska Torres

Estudante da 3º série do Ensino Médio na Escola Estadual Mato Grosso. Estagiou na Faetec em 2014. Participou do projeto Turista Aprendiz na turma da Biblioteca Parque de Manguinhos, ficando entre os cinco selecionados para o Módulo II. Alguns de seus textos foram publicados no Jornal RioSuburbano e, em 2015, será publicado pela Editora Multifoco seu livro de poesias chamado Wanderlust.